Uma historinha sobre o uso de robôs e gamification em um projeto de software

wall-e-screenshot-8

Era uma vez… (hehehe, tô brincando!)

Semana passada me encontrei com meu time para uma retrospectiva do projeto, uma muito legal, chamada Balão de ar quente, do livro Fun Retrospectives (de Paulo Caroli e Tainã Caetano). Neste exercício, nós olhamos para trás e verificamos coisas que nos deixaram voar e algumas coisas que poderiam ter nos levado para a tempestade. Em um segundo momento, nós identificamos o que nós poderíamos fazer para ir em direção ao dia ensolarado e o que devíamos evitar para não ir para a tempestade.

Neste projeto somos um time remoto, com pessoas na América do Sul (desenvolvedores e PO), em dois diferentes países, e também temos um desenvolvedor trabalhando da Europa, por um tempo. Mesmo assim, o fuso horário não tem sido um problema e nós estamos lidando bem com isso. Mas algo que surgiu na retrospectiva do balão de ar foi sobre a falta de reuniões de status diário.

E então nós lembramos de uma situação parecida em outro projeto, onde nós tínhamos um robô que todo dia nos avisava sobre a hora da reunião diária e nós pensamos se nós poderíamos usar algo assim para esta situação no projeto.

Com uma pequena pesquisa nós encontramos alguns robôs muito legais, um deles chamado Standup, e que poderia nos ajudar com as reuniões diárias remotas.

Nós já estávamos fornecendo nossos status remotamente, usando o HipChat, mas algumas vezes nós simplesmente esquecíamos.

O robô Standup não iria nos ajudar sobre a hora da reunião diária, mas ao menos ele pode agrupar nossas mensagens de status e todos podem ver o status diário agrupado, simplesmente digitando ‘/standup’.

Mas a coisa mais legal foi outro robô, um chamado Karma. Este robô gosta de contar! E quando nós o descobrimos, começamos a brincar com ele, adicionando e removendo karmas das pessoas no time, dependendo se elas estavam fazendo coisas boas ou não tão boas para o projeto e para o time. E então nós começamos com o gamification.

Com o robô Karma nós podemos reconhecer uma tarefa bem feita de um colega, como um status diário feito, por exemplo, de forma simples, ao digitar ‘@apelido-do-colega++’ no HipChat, na sala do projeto. E quando alguém diz ou faz algo que não é aprovado pelo time, qualquer um pode tirar karmas dele ou dela, ao digitar ‘@apelido-do-colega–‘.

O Karma conta outra coisas, mas no caso deste projeto, o exemplo acima é o que eu mais gostei e que eu pensei em compartilhar com vocês, para lhes mostrar como um gesto simples pode nos fazer felizes quando no trabalho, pode tornar nosso ambiente de trabalho divertido e pode engajar pessoas.

Se você gostou do post deixe um comentário com um karma pra mim (assim: @walmyr++). Se não, não vou ficar chateado se você me tirar alguns karmas! =D

Este texto pode também ser visto em inglês aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s